Marcos Joaquim Gonçalves Alves acompanha discussão da OAB com Fazenda inserção no Simples e advogado individual.

Marcos Joaquim Gonçalves Alves acompanha discussão da OAB com Fazenda inserção no Simples e advogado individual

OAB discute com Fazenda inserção no Simples e advogado individual

 

www.editoramagister.com/noticia_24328355_OAB_DISCUTE_COM_FAZENDA_INSERCAO_NO_SIMPLES_E_ADVOGADO_INDIVIDUAL.aspx

EDITORA MAGISTER – ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

17/01/2013

 

O presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado, se reuniu com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, para tratar de dois importantes projetos defendidos pela entidade: a proposta de inclusão dos escritórios de advocacia no sistema do Simples Nacional para recolhimento de tributos e o projeto de lei que cria a figura do advogado profissional individual. Em reunião realizada nesta terça-feira (16), Marcus Vinicius entregou ofícios ao secretário argumentando que as medidas são indispensáveis para retirar da informalidade um grande número de advogados e auxiliar profissionais atualmente sem condições de estruturar escritórios próprios.

 

Conforme os documentos entregues no Ministério da Fazenda, a OAB requer a inserção da advocacia entre os beneficiados com a simplificação de tributos prevista no Projeto de Lei do Senado (PLS) 467/08, que altera a Lei Complementar nº 123/06 para acrescentar outras atividades de prestação de serviços às já passíveis de opção pelo Simples Nacional. A proposta já foi aprovada na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e na Comissão de Educação. Atualmente, encontra-se na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado.

 

Já a criação da figura do advogado individual, com equiparação à sociedade de advogados, para efeitos tributários, está prevista no projeto de lei 4318/12, de autoria do deputado federal Aelton Freitas (PR-MG), em tramitação na Câmara. A OAB defende a aprovação da proposta para diminuir as dificuldades enfrentadas pelos advogados que exercem a atividade individualmente, no que diz respeito à discrepância na tributação em relação às sociedades de advogados. Segundo informou Marcus Vinicius na audiência com o secretário executivo do Ministério, atualmente, do total de 757 mil advogados, apenas 20 mil constituem pessoa jurídica.

 

Acompanharam ainda a reunião no Ministério da Fazenda o vice-presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia; o conselheiro federal por Sergipe Henri Clay Andrade; o integrante da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia Marco Antônio Innocenti; e o diretor de Relações Governamentais do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (Cesa), Marcos Joaquim Gonçalves Alves.